Diário 05: experiência missionária da Irmã Martha Dibibay

Diário 05: experiência missionária da Irmã Martha Dibibay

EXPERIÊNCIA MISSIONÁRIA… “escola de vida! ”


Digo “graça”, pois, realmente, são tantas as realidades que me levam a agradecer e reconhecer as maravilhas que o Senhor faz e realizou ao longo desta caminhada.
Em primeiro lugar, destaco a presença amorosa de Deus que nos acompanhou. …vivemos com intensidade os dias da missão na paróquia de São Pedro junto com os padres e lideranças. Com a força do Espírito, junto a todas as irmãs Junioristas, fomos enviadas em missão nas comunidades de Novo Triunfo. Missão não escolhida, mas que Deus tinha preparado para nós!

Encontrando as famílias em suas casas simples e humildes e escutando as pessoas com suas histórias de luta, percebemos os desafios desta realidade. É um povo que sofre, resiste às ameaças e aguenta tantas coisas, mas ainda assim é feliz!

As políticas públicas pouco oferecem para uma vida digna. Muita carência em nível de educação e de saúde.  As maiorias dos jovens procuram sair desta realidade para encontrar, nas cidades vizinhas, estudo e trabalho em vista de um possível futuro melhor. As distâncias entre uma comunidade e outras são enormes e, em épocas de chuva, as estradas são quase intransitáveis.

Contudo, apesar de tantas dificuldades, percebemos a tamanha fé deste povo que resiste, que não desanima, nem se resigna; mas, sim, luta e se esforça para encontrar saídas, vivendo em harmonia com a criação e no respeito ao meio ambiente e às suas riquezas naturais.
Como grupo, somos hospedadas nas casas das famílias, que colocaram suas casas à nossa disposição. Com elas, convivemos momentos bonitos, partilhamos as alegrias e as dificuldades, escutamos histórias sofridas, rezamos juntos, experimentando que o amor une e que o “Reino já está no meio de nós”!
Mais uma vez, constatamos que este tipo de “missão” se torna para quem é aberto “uma escola de vida”, um aprendizado… O dia a dia com seu ritmo, seus imprevistos, seus apelos e, às vezes suas fadigas e limites nos fazem experimentar a alegria que Deus concede àquele que põe Nele a sua esperança. O amor misericordioso de Deus, ao longo da experiência missionária, é sempre um momento de graça especial permitindo-nos vivenciar e saborear a profundidade do mistério de um Deus que nasce na palha e experimenta a exclusão. E que a verdadeira alegria não vem das coisas, mas sim de Deus que de “rico se fez pobre”.
Agradeço pelos apelos experimentados, pela convivência com aquele povo que tanto me ajudou, agradeço pela caminhada feita em equipe e no intercâmbio dos dons pessoais junto às irmãs Junioristas e à comunidade local e, como Maria, “guardo em meu coração todas estas coisas”, louvando e bendizendo ao Senhor.

Ir. Martha Racua Dibibay.

Confira fotos da missão na Bahia

 

Irmã Martha Dibibay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *