Diário 17: História Vocacional Pré-Postulante Caudência Celestino.

ago 6, 2020 Caudência Celestino

Diário 17: História Vocacional Pré-Postulante Caudência Celestino.

“Frase força: Se alguém quiser vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” Mt 16,24

      Olá meu nome é Caudência Celestino, natural de Moçambique/ África, pertenço a uma família simples e numerosa, somos em sete,
quatros homens e três mulheres, sou apoiada pela minha família e as mesma se alegram na minha escolha vocacional. Quero de forma
simples compartilhar o meu chamado com vocês. Como aconteceu? Foi quando eu tinha treze anos participava de um grupo de coral,
num dos ensaios, quando eu estava de regresso para casa, aquela noite a lua estava bela e clara, então me chamou muito atenção na
qual eu parei e contemplei extasiei por alguns instantes, no meio da lua tinha uma imagem e essa imagem era de Maria ela estava vestida
de véu era uma imagem luzente eu falava emocionada para minhas colegas que eu queria ser igual a ela, no momento parecia ser
brincadeira mas não era, este foi o primeiro sinal de Deus.

        O segundo sinal de Deus, foi através do meu tio Paulo Jonase, sempre ele falava, Caudência você não quer ser Irmã? Você pode ser o
exemplo da família, eu respondia que não, muitas vezes escutei esta provocação, mas eu não dava muita importância. Em 2014, fui morar no lar das Irmãs da Divina Providência, gostava de estudar e aproveitava bem o espaço, mesmo vivendo perto das Irmãs
nunca teve a ideia de ser Irmã. Após dois anos de estudos no lar, em 2016, tive a curiosidade de ir na casa das Irmãs onde encontrei Irmã
Luzia trabalhando na horta, ela me chamou dizendo: Caudência você não quer ser vocacionada nossa? Eu prontamente respondi que não.
Daí ela me perguntou você quer casar? Eu disse que sim.

As palavras de Irmã Luzia me deixaram inquieta, chegou à noite me deitei para dormir, mais cadê o sono não tinha sono, só pensava
aquilo que Irmã me tinha perguntado, e da resposta que eu tinha dado, será mesmo eu quero ter marido? Será que tendo marido eu
serei feliz? Sei que aquela noite não consegui dormir, foi a noite das perguntas e da resposta. No dia seguinte voltei de novo para casa das Irmãs, assim que cheguei falei para irmã eu quero ser vocacionada, elas prontamente me acolheram com alegria e no mesmo ano comecei o acompanhamento Vocacional na Congregação das Irmãs da Divina Providência.

          Após ter caminhado o ano inteiro elas me perguntaram como eu estava me sentindo, expressei meu desejo de seguir em frente, então vim morar na casa das irmãs.  Em 2018 fui morar em Nampula, na casa de formação para dar continuidade a minha caminhada, no final de 2019, recebi uma surpreendente noticia ao mesmo tempo desafiadora, a proposta de vir para o Brasil em 2020, meu coração disparou de alegria e ao mesmo tempo nasce o questionamento e agora deixar meu país minha família tudo? Então Irmã Celéria me perguntou; Caudência você quer mesmo dar continuidade no processo vocacional no seguimento de Jesus Cristo? Eu respondi sim quero Irmã. Deixar família não é fácil, mais quando Deus chama Ele dá força, coragem, animo e fé, para poder seguir o projeto de Deus. Jovem o chamado de Deus é divino e ele Continua chamando, não tenha medo de conhecer Jesus em tua vida, abre teu coração e entrega teus sonhos, tuas buscas teus anseios, não desista de encontrar a felicidade em Deus. Deixa que a Mão do Deus Providente te conduza.

Com alegria e Carinho:
Pré-Postulante Caudência Celestino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *